a procura de um substituto

Diretoria do Corinthians se reúne para definir que será o novo técnico

Tiago Nunes foi demitido na sexta-feira (11)
Por: Redação Franca Noticia | Categoria: Esporte | 12-09-2020 10:55 | 77
Treinador não suportou pressão depois de derrota no clássico
Treinador não suportou pressão depois de derrota no clássico Foto de Reprodução

Depois de demitir Tiago Nunes na última sexta-feira, a diretoria do Corinthians se reúne neste sábado para discutir nomes e definir quem deve ser o novo treinador da equipe.

Segundo o site da Gazeta Esportiva, entre os técnicos disponíveis no mercado, Sylvinho aparece como o mais cotado. Não é a primeira vez que o ex-lateral-esquerdo entra na mira do Timão. O clube o procurou ainda em 2016, sob a gestão de Roberto de Andrade, e também no ano passado, antes de acertar com Tiago Nunes para substituir Fábio Carille.

Depois de pendurar as chuteiras, Sylvinho ingressou na carreira de auxiliar técnico em 2011 e realizou diversos cursos com o intuito de se tornar treinador. Trabalhou em Cruzeiro, Sport e Náutico até retornar ao Timão em 2013. Depois ainda foi para a Inter de Milão, trabalhar com Roberto Mancini, e na sequência aceitou o convite de Tite para compor a comissão técnica da Seleção Brasileira.

No ano passado, teve a sua primeira oportunidade como treinador, no Lyon, mas acabou demitido depois de apenas 11 partidas, com três vitórias, quatro empates e quatro derrotas.Outro nome sondado recentemente é o de Dorival Júnior. O já experiente treinador de 58 anos foi demitido do Athletico-PR há três semanas. Sucessor de Tiago Nunes no Furacão, deixou o clube paranaense após 17 jogos, com nove vitórias, três empates e cinco derrotas. Curiosamente, no futebol paulista, Dorival já dirigiu Palmeiras, Santos e São Paulo, mas nunca passou pelo Timão.

Apesar de certa rejeição por parte da torcida, Rogério Ceni também surge como opção. A forte ligação do ex-goleiro com o rival São Paulo é um empecilho natural e soma-se ao fato do treinador ter contrato e fazer bom trabalho no Fortaleza. Ainda assim, quem deixou a porta aberta, foi o próprio presidente Andrés Sánchez, em entrevista ao Fox Sports no último domingo.

Fonte: Gazeta Esportiva